terça-feira, 5 de julho de 2011

Um fígado apenas? Injustiça!

Há dias em que me empolgo tanto, que defendo certas ideias como se fizesse parte da Tropa de Elite do Capitão Nascimento (Perdeu irmão, perdeu! A casa caiu!). No caso da Filosofia é comum nos depararmos com pessoas que se sentem ofendidas e magoadas com algumas teorias ou tendências filosóficas. Certo dia tratava-se da teoria evolucionista de Darwin. Ao contrapor criacionismo bíblico e evolucionismo, falava sobre as modificações que o corpo humano sofreu ao longo do tempo (em escala de milhares de anos). Fui interpelado por uma aluna, perceptivelmente espumando de ódio (e eu adoro tal embate, pois é sempre mais sincero). Vamos ao diálogo:
- Professor, esse tal de Darwin é um tremendo idiota. Como se Deus não tivesse criado o ser humano perfeito! Ele que queime no inferno! Herege!
- Calma... muuuita calma! Não podemos cair em extremismos. A teoria do criacionismo é bela, mas tem imperfeições.
- Ahh..então o senhor está dizendo que Deus é imperfeito?
- Não. O fato de a natureza passar por processos de transformação, não torna Deus imperfeito. Até acho que ele se arrependeu de criar o ser humano, mas aí é outra questão.
- Professor, toda criação de Deus é perfeita, e o corpo humano também é. Tudo funciona em perfeita ordem. Nada sobra e nada falta!
- No estágio em que nos encontramos, é difícil provar as modificações do corpo, pois elas não ocorrem o tempo todo, apenas em escala de milhares de anos, quando nossa espécie ou outra qualquer passam por grandes privações ou outras exigências naturais, por exemplo, calor ou frio extremo, escassez de alimentos, tempestade de meteoros, etc. (Pensei: ufa!! Agora acho que a convenci).
- Professor, se o senhor concorda com esse tal de Darwin, que devia ser ateu, o senhor também queimará no inferno! (Pensei: agora ela está apelando, também vou!).
- Vou provar pra você que o corpo humano é imperfeito. Responda-me então: eu tenho dois rins e precisava apenas de um. Certo? Tenho um fígado e precisava de dois. E o apêndice então? Pra que serve? Pra estuporar e quase matar a gente? Deus não poderia ter colocado ali um fígado estepe?  Zero bala? Hein?
(Sou como minha mãe: posso até empatar, perder nunca!).

Nenhum comentário:

Postar um comentário