quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Os loucos somos nós!

Erasmo de Roterdã já dizia na memorável obra "Elogio da Loucura" que ninguém convida filósofos para sua festa. São capazes de destruir o ar descontraído e alegre com suas enfadonhas alusões filosóficas. Em todo círculo onde homens e mulheres falam sobre coisas inúteis ou indispensáveis para suas vidas, o filósofo, sempre com seu poder de tudo iluminar com o olho da razão, tudo fere, sufoca e mata!
Deixemos que o filósofo vá embora, sozinho e triste, mas crente de que é o único possuidor da verdade. Que volte a filosofar com seus iguais, nas catedrais do saber, onde só a verdade importa. Assim, a festa ganha novo brilho, segue seu curso natural e os loucos podem se libertertar do jugo da razão.

Bem vindos bufões!
Adeus filósofos!


Nenhum comentário:

Postar um comentário