segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Quem inventou o trabalho?

Já diziam meus amigos Rubinho e Hakin (o Turco) que o indivíduo que diz que gosta de trabalhar é o maior mentiroso do planeta. E sou mais um que ratifica o que eles dizem. Até porque, etimologicamente, a palavra trabalho é derivada do latim tardio tripalium (literalmente “três paus”), um instrumento romano para torturar e supliciar escravos.
Imaginemos então, um dia frio, muito, mas muito frio. Daqueles em que nem as células mais longínquas do seu corpo escapam. Dói o joelho, os pés, o cotovelo, a ponta do nariz, o lado interno do nariz, o rim, o pâncreas, o líquido da espinha. Até a alma, imaterial, dói!
Já sei! Você poderá estar dizendo: não reclame! Há muitos que gostariam de estar no seu lugar.
Respondo: num dia como hoje? DUVIDO!
Então, um viva, um salve, muitas palmas, um glória, um hipi-hipi hurra para a inteligência ímpar que inventou o trabalho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário