segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Todo erro é uma forma de acerto!

Parece simples, parece óbvio.  Mas a vida não é simples para todos.
Há os mais sagazes e maduros, que apenas um erro é suficiente para colocá-lo nos trilhos novamente. Há quem demore mais até perceber o quanto persistiu no mesmo erro. Há ainda aqueles que levam toda uma existência para reconhecerem seus próprios erros.
O erro é apenas um indício de aquela não era a escolha certa, de que aquele não era o momento ainda, de que aquela ação não trouxe o resultado esperado. Fracassei? Desistirei? Para quem ainda está vivo, é cedo demais!
Nietzsche sempre inquiriu os filósofos de todos os tempos com uma pergunta intrigante: por que sempre a verdade? Por que não o erro?
Talvez o que ele quisesse nos indicar é que nem sempre é possível acertar na primeira tentativa, que o erro faz parte do percurso, que ele nos ilumina e nos faz olhar para dentro de nós mesmos.
 E só quando olhamos para nós mesmos somos capazes de perceber o quanto somos obscuros, de quanta luz ainda padecemos. Mas é isso o que faz a vida valer a pena. Saber que podemos mais, que é possível, que é permitido, que é justo dar-se a si mesmo outra chance de buscar a felicidade e o amor, seja lá onde eles se deixam encontrar.
E se o erro acontecer, lembre-se: é apenas um indício!
Uma semana iluminada para todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário