sábado, 13 de agosto de 2011

Indagação transcendental!

Há perguntas que nos são feitas e nunca respondemos. No entanto, nosso cérebro processa a resposta em silêncio. Isso vale do gerente à caixa do supermercado, do dono da empresa ao empregado, para a esposa e para o marido, para pais e para filhos. Em sala de aula não seria diferente. Se bem que acredito que a escola funcione como um universo paralelo, como uma galáxia com leis independentes. Se você é aluno, cuidado com o que pergunta ao seu professor de filosofia, porque toda pergunta suscita uma indagação transcendental.  Ele apenas pensa, quase nunca responde.

- Professor, é para copiar no caderno?
Indagação transcendental: bom....eu já te expliquei as quatro causas da metafísica de Aristóteles. Segundo ela, a última causa é a causa final, ou seja, todo ser possui uma finalidade para a qual existe. No caso do seu caderno, ele é um objeto feito por uma máquina, é retangular, contém folhas de papel com linhas e pode receber a impressão de tinta ou grafite. Há alguns cadernos que possuem uma boca enorme que grita o tempo todo: ESCREVA EM MI, ESCREVA EM MIM!  PLEASE!

- Professor, o senhor começou um parágrafo. Eu também começo um?
Indagação transcendental: não necessariamente. Porque segundo Kant, o homem esclarecido, que atinge a maioridade é capaz de se guiar por si mesmo (Sapere aude!). Então, se eu comecei um parágrafo, você poderia concluí-lo ou deixá-lo inconclusivo. O que acha?

- Professor, eu não trouxe a apostila. E agora?
Indagação transcendental: pautado na teoria da incerteza de Heisenberg, há quase infinitas possibilidades. Você pode rir, chorar, dormir, cantar (menos aquelas tipo: desce, desce, sobe, sobe, vai, vai, vai), desaparecer (o que seria fantástico), flutuar, rezar, entre outras. Agora, eu tenho uma certeza: você não vai fazer p.......nenhuma.

- Professor, o senhor é ateu?
Indagação transcendental: segundo a filosofia clássica, o homem é dotado de uma razão, ele é um ser racional porque possui uma alma. Passando pelo cristianismo, o homem, como ser inteligente que foi criado à imagem de Deus, estaria acima de todas as criaturas, répteis, aves, peixes.  Olhando para você e alguns de seus colegas, como posso acreditar? Fica bem difícil!

- Professor?  Sinceramente não entendo. Por que eu tenho que estudar filosofia?
Indagação transcendental: bom....segundo alguns pensadores estruturalistas, o homo sapiens (que sabe que sabe) não existe mais, morreu! Mas eu não vou te dizer isso, porque se você não estudar filosofia eu vou ter que vender pipoca (e meu pai já vendeu o carrinho dele).
- Professor? É verdade que todo filósofo ou é louco ou é gay?
Indagação transcendental: cretino! Vai “enchê” o saco do seu pai guri!

Nenhum comentário:

Postar um comentário