sábado, 16 de julho de 2016

A tocha passa e algo permanece!

Tudo é passageiro, inclusive a tocha que aqui passa nesse dia chuvoso. Ninguém precisa apagá-la. Ela já está!
A tocha passa. E, por onde passa, os pés de quem a carrega repousa sobre solo renovado.
O que não se renova é a forma de fazer política. Nefasta, prosélita, amadora, estúpida, reacionária, burguesa, golpista.
O que não se renova é a forma do povo fazer política. Barganhada, vendida, enlatada, pactuada, mascarada, corrupta.
O que não se renova são nossos valores. Branco, elitista, individualista, estrangeiro, pequeno-bruguês, vitoriano, medieval.
O que não se renova são nossos princípios. Vantagem, ganhar sempre,  meritocrático, cristão conservador, fascista.
O que não se renova são nossas esperanças. Elas parecem eternas esperanças.
O que não se renova são os olhares. Desconfiança, ódio, egoísmo, medo.

Mas se ainda não podemos renovar,  podemos pelo menos resistir. Resistam! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário